Meus Livros publicados

Meus Livros publicados

MEUS LIVROS VIRTUAIS E EM PAPEL

MEUS LIVROS VIRTUAIS E EM PAPEL

quarta-feira, 31 de dezembro de 2008

O RELÓGIO DA VIDA


O RELÓGIO DA VIDA
Marco Aurélio Bicalho Chagas

Bem similar ao comum
é o relógio da vida,
esse marca horas do sono,
do almoço e da lida

Dorme-se na vida física
para repor energias
as gastas pelo trabalho,
recompondo as baterias.

Trabalha-se pra comer,
buscando o próprio sustento
e se come pra viver,
intensamente, o momento.

É o mesmo espiritualmente:
se sonha em trabalhar
pra compreender se trabalha
e se busca assimilar

o espiritual alimento
se usa pra não morrer
e evitar o desalento
e o eterno padecer.

MANTER A FLOR NO TALO e outros assuntos


MANTER A FLOR NO TALO

Marco Aurélio Chagas

Não ponhai flores à imagem;
quando mirai numa planta
uma rosa avermelhada,
pensai: “- é minha oferenda”
a mantendo ali plantada,
pra que dure mais a prenda.

APÓS A TEMPESTADE
Dão exemplo os passarinhos,
que após uma tempestade,
que seus ninhos destruiu,
na mesma localidade.

Começam, no dia seguinte,
a todos reconstruir
com raminhos de esperança,
confiando no porvir.

AS ASAS DA ILUSÃO
São débeis e muito frágeis
as asas da ilusão
por um descuido se quebram,
se precipitam no chão.


SINAIS MÁGICOS
Estes são três sinais mágicos
da inteligência, a saber:
a sensatez e a lógica
e prudência a valer.

FARÓES QUE OFUSCAM e outros temas


FARÓIS QUE OFUSCAM
Marco Aurélio Chagas

Quando andamos por um caminho
Devemos, sim, muito cuidar,
Durante o trajeto seguido,
Com os faróis não nos ofuscar.

MISTÉRIO
É um mistério o espírito
Ainda inacessível,
Para a inteligência.
Pra muitos incebível.

A ESPERANÇA
A esperança é o botão
Que se converte em flor
Da realidade, então,
Se regada que for
Com a bendita água da fé,
Que brota do coração.

O CORAÇÃO QUANDO AGRADECE
Jamais utilizar as palavras
Quando agradece o coração
Sua gratidão em som de prece
Se expressa na meditação.


BUSCAR A DEUS
Por que o homem busca a Deus?
Pra que compreenda as mudanças,
O valor real das coisas,
As distâncias, em suas andanças.

TUDO SE TRANSFORMA
Tudo muda e se transforma,
No eterno rodar dos tempos;
Isso é lei inexorável,
Nisso não há contratempos.

ELEVAR-SE
O que se eleva por cima
Do plano da mesquinhez
Do sofrimento está livre
E de toda pequenez.

domingo, 28 de dezembro de 2008

SERRO E OUTROS ASSUNTOS

SERRO

Marco Aurélio Chagas

Serro “mater criadora
do Norte de Minas” é
saudosa “Vila do Príncipe”,
no rincão do Itambé.

Rica em ouro de aluvião
de partículas de pureza
corria nas enxurradas
em folhetas, que beleza!

Não só ouro havia lá,
na política e nas artes
foi torrão de homens ilustres,
brilhando em todas as partes.


ESTADOS EVOLUTIVOS
Por diferentes estados
cada um tem que passar,
em graus de evolução
para poder avançar.

Isso é imprescindível,
ninguém deve censurar,
a forma em que estes estados
podem se exteriorizar.

Porquanto eles são a fase
que não é em todos igual,
do processo iniciático,
desse esforço inicial.


HORAS FELIZES
Horas mais doces que vive
a alma são todas aquelas,
em que nosso coração
perfuma a sua essência
e com toda a emoção,
com os eflúvios do espírito.


O MEL DAS FLORES
Extrai a abelha, com primor
o néctar de todas as flores
pra convertê-lo em rico mel,
exalando puros olores.


A SENSIBILIDADE PERCEBE

É a sensibilidade
o trono inviolável,
das percepções mais íntimas
do sentir indecifrável.


A IMPUREZA É PRODUTO
É produto a impureza
da mescla, é uma verdade,
tirando toda a beleza
da original qualidade.


O VERDADEIRO MESTRE
Não alimenta ilusões
que impedem o marchar,
não oferece espetáculos
de uma magia vulgar.


SER FORTE

Nunca se chega a ser forte
senão depois de haver
conhecido o que é a
debilidade, ser.


CHEGAR AO CONHECIMENTO


Jamais se poderá chegar
ao supremo conhecimento,
se antes não se experimentou
da ignorância, o sofrimento.


GRANDE RESULTADO

Traz por um grande resultado
de todo mal, a destruição,
permitindo o bom construir,
uma sublime depuração.


A SUPERIORIDADE D`ALMA

A superioridade
n`alma é que deve nascer
e refletir-se nos atos,
Gesto que enobrece o ser.


A VERDADE ESTÁ EM DEUS

A verdade está em Deus,
há que amá-la, portanto,
em infinita beleza
a veneram, entretanto.


ELEVAÇÃO DO ESPÍRITO


A elevação do espírito,
nas ações se manifesta
e serena o coração;
é um momento de festa.


CHEGAR AO CONHECIMENTO

Todo aquele que quis chegar,
com as disciplinas não cumpriu,
que ao conhecimento se impõem,
aos abismos não resistiu


O MISTÉRIO DO HOMEM

No fundo o mistério do homem,
quando se chega a conhecer,
assim regenera sua casta,
e o espírito vai florescer.


HERMES GRANDE INICIADO

“Nenhum dos nossos pensamentos
Deus saberá conceber.
Nenhuma língua, defini-lo”.
Hermes, sempre a dizer


ao Asclépio, seu discípulo.
O eterno não pode ser
medido por curta regra,
do tempo, no acontecer.


CHEGAR À COMPREENSÃO DO AMOR
Chega-se à compreensão
do amor senão por meio
da razão que é a que convida
a luz buscar, sem rodeio.


A OBRA DE QUEM É LIVRE

O trabalho consciente
daquele que está liberto
é ajudar aos demais
a se libertar, por certo!


LINGUAGEM UNIVERSAL

Eis a linguagem das cores:
o azul é a devoção,
o verde é a esperança
o amarelo, em emoção,


expressa a sabedoria;
o vermelho é um sinal
de perigo e prontidão.
É língua universal.

sábado, 27 de dezembro de 2008

CONHECER A VERDADE e OUTROS TEMAS


CONHECER A VERDADE
Marco Aurélio Chagas

Conhece-se a verdade
reunindo os fragmentos,
dispersos que bem a formam,
completando os elementos.

É um formidável labor:
construir imagens completas
onde fragmentos há
compondo formas seletas.

São fragmentos que formam
sólidos conhecimentos,
de inestimável valor,
úteis em todos os momentos.


INSPIRAÇÕES

Contemplando a natureza
o homem desenvolveu
a arte, em suas expressões
mais belas, em apogeu.

Inspirado ao ver os troncos
os fustes dali surgiram
das colunas, esplendor,
imponentes emergiram
as decorações, das flores
e quem sabe quantas mais
analogias, belíssimas
guarda a história da arte,
monumentos colossais.

INVESTIGAR A HISTÓRIA

Ao investigar a história
desde si é que se vai
para fora e não de fora
para si, pois não se sai.

HISTÓRIA CÓSMICA
História existe, uma exclusiva,
cósmica, imodificável.
Não é a que está escrita.
É a integral e a intocável.




GÊNESE
Gênese, bíblico preâmbulo,
é a mais antiga versão
de toda história universal.
Nasce como o homem em ascensão.

A BONDADE DE UM REGIME

Toda a bondade de um regime
se prova pela consistência
de seus princípios, é verdade,
revelados, em essência.

MENTIR DUAS VEZES
O que mente duas vezes,
na terceira ainda que diga
a verdade, pra nós mente.
Pode parecer intriga !

OS FATOS FALAM
Muitas vezes falam os fatos
e se interpreta as pessoas,
melhor que as próprias palavras
que se expressa, inda que boas.


A VERDADE DEFENDE

A verdade defende sempre
a quem a professa e é
defendida por quem vincula
sua vida a ela, com fé.

OLHAR-SE AO ESPELHO

Encontrar-se a si mesmo,
muitos crêem que é questão
de se mirar ao espelho;
não é essa a solução.

LAMENTO
No jogo o homem recorda
com alegria a vez que ganha
e esquece as cem que perde.
É uma atitude estranha.

Por outro lado, lamenta
sempre o que lhe acontece,
das vezes que lhe foi bem,
ele facilmente esquece.


A GUERRA
Prepara-se e começa
num mar de embustes e intrigas,
se desenvolve num mar
de falsidades e brigas

e de muita confusão
e termina em uma montanha
de cadáveres e escombros
e em tristeza tamanha.

CURIOSIDADES

A CIÊNCIA E A FILOSOFIA
A ciência lida com fatos
os conhecidos que são.
Porém, a filosofia
usa da especulação.

UM PERGUNTA
Uma pergunta não cala:
É simples o universo
complexo, ordenado
ou caótico ao reverso?


O PAI DA HISTÓRIA
Heródoto, pai da História,
foi a tratá-la, primeiro,
não de uma forma poética,
mas realista, por inteiro.

PORÇÕES DE TUDO
Todas as coisas contêm
porções de tudo. Ao se olhar
bem de perto o que parece
branco tem parte de negro.
Vero! Pode acreditar!

TRIÂNGULO PERFEITO
Um triângulo perfeito
não se pode mais traçar,
pois ele somente é visto
pela mente, em seu olhar.

FIGURA DIVISÍVEL
Infinitamente é
uma figura divisível.
Uma afirmação categórica
e que parece incrível.


O CONHECIMENTO E O ERRO
Se fosse o conhecimento
puramente algo mental,
como explicar o erro,
em situação normal?

A NECESSIDADE e a FINALIDADE
A necessidade é cega;
porém em oposição
parece a Finalidade
prever a situação.

O ARGUMENTO DO DESENHO:
A ordem implica na existência
de um desenhista e, portanto,
fica aqui, então, demonstrada
a existência de Deus, no entanto.

BASE CARTESIANA
É base cartesiana:
o tal “Penso, logo existo”,
como a base de partida,
claro, para a metafísica
pra Descartes era tida.


RACIONALISMO - EMPIRISMO
Racionalismo, uma pirâmide
sobre o vértice apoiada.
Empirismo, uma pirâmide,
em sua base sustentada.

PROCESSO DIALÉTICO
No processo dialético:
a tese se opõe a antítese,
provocando o surgimento,
com todo rigor, da síntese.

CORAGEM DENTRO DE NÓS
(inspirado no conto homônimo extraído do livro Histórias da Alma Histórias do Coração, copiladas por Christina Fledman e Jack Karnfield. Editora Pioneira).

Conta-se que certo irmão
disse a Abba Pemen
- corro perigo porque
muitos pensamentos vêm

à mente. O bondoso ancião
para fora o levou
- agora tente pegar
o vento que lhe roçou.

O irmão disse: - não consigo!
Retrucou o ancião:
- se disso não é capaz,
não será capaz, então,

de impedir que os pensamentos
cheguem, enfim, até você,
é importante contra eles,
firme há de se manter.

AJUDAR A SI MESMO

Nada vale o pobre homem
que não se mostra capaz,
de ajudar a si mesmo
e buscar em si a paz.

VIVER EM SOCIEDADE

Viver só é uma fraqueza,
pois viver em sociedade
é preciso ser bem forte
e cultivar a bondade.




A SABEDORIA DO ANCIÃO

Um jovem aspirante a sábio,
com um pássaro em suas mãos,
desafiando o velho mestre:
- se é tão sábio ó ancião

dize-me agora: - esse pássaro,
em minhas mãos, ele está vivo
ou morto? O mestre olhou para ele,
disse com ar contemplativo

e com ternura e compaixão,
- meu jovem, isso só depende
e, realmente, de você.
Nem a outra coisa se prende.

quinta-feira, 25 de dezembro de 2008

A ALAVANCA DA VONTADE

A ALAVANCA DA VONTADE

Marco Aurélio Chagas


A vontade é uma alavanca,
conhecimento causal,
que encontra sua base firme,
na segurança total
.

LER COM O CORAÇÃO

LER COM O CORAÇÃO
Marco Aurélio Bicalho Chagas

Há coisas que é necessário
ler mais com o coração,
do que com a mente, é verdade,
buscando a assimilação.

VULCANO


VULCANO

Marco Aurélio Chagas



Era o mais industrioso
de todos os imortais
e ficou muito famoso,
o forjador de metais.

PLUTO




PLUTO




Marco Aurélio Chagas



Deus das riquezas, era cego
os bons dos maus não distinguia,
inconscientemente as riquezas,
a uns e outros distribuía.

Era Pluto representado
sob a figura de um ancião,
chega com passos muito lentos
levando uma bolsa na mão.

Ele subitamente some,
e desaparece a voar,
querendo com isso dizer
e quer a todos propalar

que as riquezas se adquirem,
com não pouca dificuldade,
mas que se perdem com uma grande
rapidez e facilidade.

PLÉIADES ou ATLÂNTIDAS


PLÉIADES ou ATLÂNTIDAS
Marco Aurélio Chagas



É o nome das sete filhas
de Atlas e de Pelione,
elas se suicidaram
e metamorfoseadas,
em estrelas elas foram.

PIGMEUS


PIGMEUS

Marco Aurélio Chagas


Raça de anões que mediam
somente um pé de altura,
iam pra guerra montados,
em cabritos e carneiros;
seus carros eram puxados
por perdizes e moravam
em casas de casca de ovo.

PÉGASO


PÉGASO

Marco Aurélio Chagas


O cavalo alado nascido
do sangue do monstro Medusa,
com uma patada fez brotar
a bela fonte de Hipocrene,
onde os poetas iam beber
inspiração pra declamar.

OCEANO


OCEANO

Marco Aurélio Chagas


Filho do Céu e da Terra
tomou Tétis por esposa,
deusa das águas, nascendo
dessa união os Rios,
ninfas do mar florescendo.

NÊMESIS ou VINGANÇA

NÊMESIS ou VINGANÇA

Marco Aurélio Chagas

Castigava os culpados
por exemplo, os ingratos
que escapavam à justiça,
os perjuros, insensatos.

MORTE


MORTE


Marco Aurélio Chagas



Filha da Noite morava
no Tártaro. E nem templos
a Grécia lhe dedicou
como nos mostram exemplos.

MORFEU


MORFEU

Marco Aurélio Chagas


É o ministro do Sonho,
impedindo a produção,
vigiava-lhe o palácio,
de ruído em profusão.

MOMO


MOMO


Marco Aurélio Chagas


Deus dos chistes e das burlas,
na mão ostentava a máscara,
na outra uma boneca,
que é símbolo da loucura.

MINERVA



MINERVA


Marco Aurélio Chagas



Deusa da sabedoria,
dos sábios é protetora
e dos artistas, também,
da escrita é a inventora.

MENTOR


MENTOR


Marco Aurélio Chagas


Preceptor de Telêmaco,
o seu nome se tornou
um sinônimo de guia
conselheiro, o consagrou.

LIBERDADE

LIBERDADE


Marco Aurélio Chagas

Trajando uma túnica branca,
como uma dam
a romana,
ostenta como atributos
um centro e, pasmem, um gato!
animal que não suporta
menor sujeição, de fato.

ÍCARO


ÍCARO


Marco Aurélio Bicalho Chagas


Filho de Dédalo fugiu
de tal labirinto da ilha
de Creta, com asas coladas,
com cera, mas as derreteu
o sol e as asas caíram,
precipitando o imprudente
ao mar, foi o que aconteceu.


Assim comparam-se a Ícaro
todos aqueles que são
vítimas de alguns projetos
ambiciosos, pois não!

FLORA

FLORA

Marco Aurélio Bicalho de Abreu Chagas


Divindade dos romanos,
de perpétua juventude,
desde que a desposou Zéfiro
cuida dos jardins e flores.

EROS


EROS

Marco Aurélio Chagas


É o deus grego do Amor,
filho de Ares e Afrodite;
é culpido pros romanos,
nascendo do Caos, acredite!

FÊNIX


FÊNIX
Marco Aurélio Chagas


É uma ave fabulosa,
quando pressente a morte,
um ninho ela construía,
de plantas muito aromáticas
que incendiavam com os raios,
de um sol abrasador;
deixava-se consumir
e das cinzas outra Fênix
não tardava a ressurgir.

FAMA

FAMA

Marco Aurélio Chagas

Divindade alegórica
está sempre a divulgar
o que sabe e o que ignora,
a verdade da mentira,
o bem e o mal, sem demora.

DESTINO



DESTINO

Marco Aurélio Bicalho de Abreu Chagas


Filho do Caos e da Noite,
um deus totalmente cego,
tem o globo sob os pés,
figura horrenda, não nego!


Nas mãos a urna fatal,
encerra nela seus ais,
também, medo e terror
e a sorte dos mortais.

CÍCLOPES


CÍCLOPES

Gigantes com um só olho
ali no meio da testa;
forjavam os raios de Júpiter;
não eram de fazer festa.

CENTAURO



CENTAURO

Marco Aurélio Chagas


Raça de homens selvagens
que viviam na Tessália
por Piritous destruídos,
sem direito a represália.

CAOS


CAOS


Marco Aurélio Chagas



Pai de um deus cego – o Destino,
o vazio primordial
e tinha a Noite por mãe,
num espaço abissal

CALÍOPE


CALÍOPE

Marco Aurélio Chagas


Musa da poesia épica
e também da eloqüência,
mãe de Rinos e de Orfeu;
imagem da inteligência.

CACO


CACO

Marco Aurélio Bicalho Chagas


Caco filho de Vulcano
era monstro meio homem,
vomitava fogo, sátiro,
estrangulado por Hércules.

BACO


BACO

Marco Aurélio Chagas


Ele é o deus do vinho
vinha aprendeu plantar;
de Júpiter era filho,
mestre na arte de dançar.

AURORA


AURORA

Marco Aurélio Bicalho Chagas


É a deusa da manhã
o Sol as portas do Oriente
é encarregada de abrir,
em um carro reluzente.

ATLAS



ATLAS

Marco Aurélio Bicalho Chagas



Atlas, rei de Mauritânia,
em montanha transformado
e todos imaginavam
que ele fora condenado

por não ser hospitaleiro
a Perseu, a sustentar
o céu sobre suas espáduas
nessa imagem secular.

AMBROSIA





AMBROSIA

Marco Aurélio Chagas


É nove vezes mais doce
que o mel; era alimento
lá dos deuses do Olimpo,
os donos do firmamento.

Invulnerabilidade
conferida a eles era,
aos mortais que a ingerissem,
a juventude eterna
.

UM POUCO MAIS DE MITOLOGIA




UM POUCO MAIS DE MITOLOGIA
Marco Aurélio Bicalho de Abreu Chagas

AMBROSIA
É nove vezes mais doce
que o mel; era alimento
lá dos deuses do Olimpo,
os donos do firmamento.

Invulnerabilidade
conferida a eles era,
aos mortais que a ingerissem,
a juventude eterna.


ATLAS
Atlas, rei de Mauritânia,
em montanha transformado
e todos imaginavam
que ele fora condenado

por não ser hospitaleiro
a Perseu, a sustentar
o céu sobre suas espáduas
nessa imagem secular.


AURORA
É a deusa da manhã
oo Sol as portas do Oriente
é encarregada de abrir,
em um carro reluzente.


BACO
Ele é o deus do vinho
vinha aprendeu plantar;
de Júpiter era filho,
mestre na arte de dançar.


CACO
Caco filho de Vulcano
era monstro meio homem,
vomitava fogo, sátiro,
estrangulado por Hércules.


CALÍOPE
Musa da poesia épica
e também da eloqüência,
mãe de Rinos e de Orfeu;
imagem da inteligência.


CAOS
Pai de um deus cego – o Destino,
o vazio primordial
e tinha a Noite por mãe,
num espaço abissal


CENTAURO
Raça de homens selvagens
que viviam na Tessália
por Piritous destruídos,
sem direito a represália.


CICLOPES
Gigantes com um só olho
ali no meio da testa;
forjavam os raios de Júpiter;
não eram de fazer festa.


DESTINO
Filho do Caos e da Noite,
um deus totalmente cego,
tem o globo sob os pés,
figura horrenda, não nego!


Nas mãos a urna fatal,
encerra nela seus ais,
também, medo e terror
e a sorte dos mortais.


FAMA
Divindade alegórica
está sempre a divulgar
o que sabe e o que ignora,
a verdade da mentira,
o bem e o mal, sem demora.


FÊNIX
É uma ave fabulosa,
quando pressente a morte,
um ninho ela construía,
de plantas muito aromáticas
que incendiavam com os raios,
de um sol abrasador;
deixava-se consumir
e das cinzas outra Fênix
não tardava a ressurgir.


EROS
É o deus grego do Amor,
filho de Ares e Afrodite;
é culpido pros romanos,
nascendo do Caos, acredite!


FLORA
Divindade dos romanos,
de perpétua juventude,
desde que a desposou Zéfiro
cuida dos jardins e flores.


ÍCARO
Filho de Dédalo fugiu
de tal labirinto da ilha
de Creta, com asas coladas,
com cera, mas as derreteu
o sol e as asas caíram,
precipitando o imprudente
ao mar, foi o que aconteceu.


Assim comparam-se a Ícaro
todos aqueles que são
vítimas de alguns projetos
ambiciosos, pois não!


LIBERDADE
Trajando uma túnica branca,
como uma dama romana,
ostenta como atributos
um centro e, pasmem, um gato!
animal que não suporta
menor sujeição, de fato.


MENTOR
Preceptor de Telêmaco,
o seu nome se tornou
um sinônimo de guia
conselheiro, o consagrou.


MINERVA
Deusa da sabedoria,
dos sábios é protetora
e dos artistas, também,
da escrita é a inventora.


MOMO
Deus dos chistes e das burlas,
na mão ostentava a máscara,
na outra uma boneca,
que é símbolo da loucura.


MORFEU
É o ministro do Sonho,
impedindo a produção,
vigiava-lhe o palácio,
de ruído em profusão.


MORTE
Filha da Noite morava
no Tártaro. E nem templos
a Grécia lhe dedicou
como nos mostram exemplos.


NÊMESIS ou VINGANÇA
Castigava os culpados
por exemplo, os ingratos
que escapavam à justiça,
os perjuros, insensatos.


OCEANO
Filho do Céu e da Terra
tomou Tétis por esposa,
deusa das águas, nascendo
dessa união os Rios,
ninfas do mar florescendo.


PÉGASO
O cavalo alado nascido
do sangue do monstro Medusa,
com uma patada fez brotar
a bela fonte de Hipocrene,
onde os poetas iam beber
inspiração pra declamar.


PIGMEUS
Raça de anões que mediam
somente um pé de altura,
iam pra guerra montados,
em cabritos e carneiros;
seus carros eram puxados
por perdizes e moravam
em casas de casca de ovo.



PLÉIADES ou ATLÂNTIDAS
É o nome das sete filhas
de Atlas e de Pelione,
elas se suicidaram
e metamorfoseadas,
em estrelas elas foram.


PLUTO
Deus das riquezas, era cego
os bons dos maus não distinguia,
inconscientemente as riquezas,
a uns e outros distribuía.

Era Pluto representado
sob a figura de um ancião,
chega com passos muito lentos
levando uma bolsa na mão.

Ele subitamente some,
e desaparece a voar,
querendo com isso dizer
e quer a todos propalar

que as riquezas se adquirem,
com não pouca dificuldade,
mas que se perdem com uma grande
rapidez e facilidade.


VULCANO
Era o mais industrioso
de todos os imortais
e ficou muito famoso,
o forjador de metais.

segunda-feira, 22 de dezembro de 2008

POEMAS PUBLICADOS NA USINA DE LETRAS

Relação de Textos Publicados no USINA DE LETRAS. Clique nos títulos abaixo para ler o poema. Ou clique aqui!
MARCO AURÉLIO BICALHO DE ABREU CHAGAS
Poesias - (241)
Títulos
LITIGANTES DE MÁ-FÉ
NUNCA SE DEVE...
PAPEL DO JUIZ
TAREFA DA JUSTIÇA

TAREFA DA JUSTIÇA e outros assuntos...

TAREFA DA JUSTIÇA

Marco Aurélio Bicalho Chagas

É a justiça encarregada
de disciplinar a vida
social quando ela é
ameaçada e combalida.


PAPEL DO JUIZ
Marco Aurélio Bicalho Chagas


Ao juiz é destinado
interpretar lealmente
e fazer cumprir a lei,
em atitude consciente.


NUNCA SE DEVE...
Marco Aurélio Bicalho Chagas


Nunca se deve impedir
que restaure a sociedade
a sua vida afetada,
preservando a liberdade.

Nunca se deve privar
aos homens do seu direito
a defender os seus bens
usurpados. É respeito!


LITIGANTES DE MÁ-FÉ
Marco Aurélio Bicalho Chagas


Muitos recursos e as más artes
que habilmente utilizados,
por litigantes de má-fé,
são verdadeiros atentados

que só servem pra corromper,
provocando a instabilidade,
de todo o arcabouço jurídico,
que garanta a sociedade.

domingo, 21 de dezembro de 2008

ATLÂNTIDA




ATLÂNTIDA
Marco Aurélio Bicalho de Abreu Chagas


Atlântida legendária,
continente fabuloso,
fruto do imaginário,
imergido esse colosso,

em uma noite e um dia,
sob as águas do Atlântico,
no Estreito de Gibraltar,
em um cenário fantástico.

sábado, 20 de dezembro de 2008

ALGUNS POEMAS PUBLICADOS NO USINA DE LETRAS

LEIA OS POEMAS ABAIXO. CLIQUE EM CADA TÍTULO. Ou clique aqui!


. Poesias - (236)
Título
O DESCOBRIMENTO DO OURO
RELAXAMENTO
TRILHAS NA ESTRADA REAL
O MINEIRO
SERRA DO CIPÓ
UM AR COLONIAL
ESTÂNCIAS
LOBO-GUARÁ
SERRO ALÉM DO QUEIJO
ESPAÇO MINEIRO
MUSICALIDADE MINEIRA
SENTIMENTO DE JUSTIÇA
A INJUSTIÇA
DISCUTIR DIREITO
SÍMBOLO DE GARANTIA
INEFICÁCIA DA JUSTIÇA
PATRIMÔNIO DO CIDADÃO
O CAPITAL
OS CAPITAIS PRIVADOS

MINEIRIDADE

MINEIRIDADE
Marco Aurélio Bicalho de Abreu Chagas

MUSICALIDADE MINEIRA

É verdadeira alquimia,
em Serro a bolerata,
do erudito ao popular,
Diamantina em vesperata.


ESPAÇO MINEIRO

A Serra do Espinhaço
e o Rio Jequitinhonha,
cachoeiras, belas trilhas;
tudo que o mineiro sonha.

SERRO ALÉM DO QUEIJO

O município oferece
a cachaça artesanal,
os saberes e ofícios,
do período colonial.

LOBO-GUARÁ

Caraça do lobo-guará
que encontra seguro refúgio,
na região de Santa Bárbara,
em um antigo bom colégio.

ESTÂNCIAS

Hidrominerais estâncias
ofertam relaxamento,
cuidados com a saúde,
em agradável momento.

UM AR COLONIAL

Região dos diamantes,
queijo do Serro preserva,
da antiga Vila do Príncipe,
ar colonial conserva.

SERRA DO CIPÓ

Bem próxima à Capital,
está a Serra do Cipó,
freqüentada todo ano;
mineiro não fica só.

O MINEIRO

Lá nos vales e nas montanhas,
vive tal povo acolhedor,
café oferece às visitas,
com um “queijim” e muito amor.


TRILHAS NA ESTRADA REAL

Serra da Mantiqueira e grutas,
experimente visitar,
nas trilhas da Estrada Real
é um agradável caminhar.

RELAXAMENTO

Nas ricas águas terapêuticas,
no Grande Hotel de Araxá,
em meio a banhos de lama,
mineiro vai relaxar.


DESCOBRIMENTO DO OURO

No Século XVII
o descobrimento do ouro
deu origem a cidades
históricas, um tesouro

onde floresceu o talento
dos mais famosos artistas
na arquitetura e nas artes
e em obras altruístas.

OS CAPITAIS PRIVADOS e outros temas

OS CAPITAIS PRIVADOS e outros temas

Marco Aurélio Bicalho de Abreu Chagas

São os capitais privados
os que põem em movimento
a engrenagem econômica
de um país em crescimento.

O CAPITAL
O capital é o símbolo
que dá vida e movimento
à economia dos povos;
marca o desenvolvimento.

PATRIMÔNIO DO CIDADÃO
O patrimônio de cada
cidadão, na integridade,
forma e aumenta o nacional
patrimônio, é uma verdade.

INEFICÁCIA DA JUSTIÇA
Um dos males muito graves
que o país sofre é o que
provém da ineficácia
da justiça, pode crer !

SÍMBOLO DE GARANTIA
O Poder Judiciário,
ele deveria ser,
símbolo de garantia
e amparo pro cidadão
e pras instituições,
fortalecendo a Nação.

DISCUTIR DIREITOS
Nos tribunais não se vai,
como deveria ser,
discutir nossos direitos
senão “influências” só,
envolvendo muitos pleitos.

E há aqueles que dizem:
“que preferem um mal acordo
que uma boa demanda”,
pondo fim a um desconforto.

A INJUSTIÇA
Pior afronta e escárnio
que a alma possa sofrer
é, por tudo, a injustiça.
É um grande padecer.


SENTIMENTO DE JUSTIÇA
Sentimento de justiça
cabe aos homens de governo
fazer primar, respeitar
por sobre todas as coisas,
por ele é nobre lutar.

domingo, 14 de dezembro de 2008

NASCE A ACMINAS


NASCE A ACMINAS
Marco Aurélio Bicalho de Abreu Chagas

Em doze do mês de dezembro
Cidade de Minas se instala.
Em seis de janeiro nascia
a Associação Comercial.
Em junho daquele mesmo ano
voltou à denominação:
Belo Horizonte, Capital.

(12/12/1897 – instala-se a Cidade de Minas. Em 1º/06/1901, Lei nº 302, voltou à denominação de Belo Horizonte, por insistência do povo).

VIVER A VIDA


VIVER A VIDA
Marco Aurélio Bicalho Chagas

Deve ser vivida a vida
de outro modo; não há,
pelos costumes em moda,
que se deixar, pois, levar.

sábado, 13 de dezembro de 2008

ÍCONES DE BELO HORIZONTE


MAIS DE DUZENTOS (201) POEMAS PUBLICADOS

MAIS DE DUZENTOS (201)POEMAS PUBLICADOS NO USINA DE LETRAS. CLIQUE AQUI PARA LÊ-LOS.

ÍCONES DE BELO HORIZONTE

LEIA AS TROVAS: ÍCONES DE BELO HORIZONTE. Clique em cada título ou aqui.


O COLÉGIO ESTADUAL CENTRAL
EDIFÍCIO ACAIACA
MUNUMENTO COMEMORATIVO DO CENTENÁRIO DA INDEPENDÊNCIA
PRAÇA DA LIBERDADE
NA PRAÇA DA ESTAÇÃO
CIDADE DE MINAS

O COLÉGIO ESTADUAL CENTRAL


O COLÉGIO ESTADUAL CENTRAL
Marco Aurélio Bicalho de Abreu Chagas

Régua, giz, mata-borrão,
velho Ginásio Mineiro,
obra de Niemeyer,
um orgulho brasileiro.

EDIFÍCIO ACAIACA



EDIFÍCIO ACAIACA




Marco Aurélio Chagas



Tem o nome de uma árvore
que os índios acreditavam
que os tornaria invencíveis.
Daí imagens que ficaram.



(Daí as duas figuras esculpidas pelo próprio arquiteto, Luiz Pinto Coelho).

MONUMENTO COMEMORATIVO DO CENTENÁRIO DA INDEPENDÊNCIA




MONUMENTO COMEMORATIVO DO CENTENÁRIO DA INDEPENDÊNCIA


Marco Aurélio Chagas




Monumento à Independência,
a pedra fundamental,
é o famoso PIRULITO,
símbolo da Capital.

PRAÇA DA LIBERDADE


PRAÇA DA LIBERDADE
Marco Aurélio Bicalho Chagas


Inspirada em Versalhes,
na Praça da Liberdade,
retreta havia aos domingos,
embelezando a cidade.

E melhor que a tal retreta,
o footing é o que imperava,
moços e moças flertavam.
Assim que se namorava.

NA PRAÇA DA ESTAÇÃO



NA PRAÇA DA ESTAÇÃO


Marco Aurélio Chagas


Idealizada nua,
estátua à Terra Mineira,
em nome da moral
improvisou-se a bandeira.
(que o Monumento empunha).

CIDADE DE MINAS





CIDADE DE MINAS
Marco Aurélio Bicalho Chagas
Era o nome da cidade,
antigo Curral Del Rei,
é hoje Belo Horizonte.
De outro mais lindo, não sei.


.

quinta-feira, 11 de dezembro de 2008

TROVAS PUBLICADAS NO USINA DE LETRAS

TROVAS PUBLICADAS NO USINA DE LETRAS.

FÉ CONSCIENTE

ORIGEM E PRINCIPAL FATOR DA VIDA

A MORTE

IMPÉRIO DE NORMAS DIGNAS

CLASSES DE TRABALHADORES

TIRANOS

TIRANOS e outras trovas...

TIRANOS

Marco Aurélio Bicalho de Abreu Chagas

Governantes de antigas

e de épocas recentes

que uma vez no poder

tornam-se indiferentes,



aos anseios de seu povo,

se transformado em tiranos.

envolvidos em mentiras

provocando desenganos.


Lição de todos os séculos

que os povos não aprenderam

para impedir tais desmandos

de entes que já se perderam.


CLASSES DE TRABALHADORES

Dispostos em duas classes

estão os trabalhadores

a dos bons e a dos maus

os primeiros, vencedores,


prosperam por próprio esforço,

fazem do trabalho um culto;

ressentidos sociais,

os segundos, em tumulto.


IMPÉRIO DE NORMA DIGNAS

Não se poderá calar

a reação da natureza

humana que, enfim, reclama

com a mais pura clareza,


o império de normas dignas,

aspiração de crescer

em mais cara e legítima

e evoluir pra vencer.


A MORTE

Todos seguem este caminho

só uns sabem, com certeza,

que não morre o espírito,

em toda sua grandeza.


E outros cerram seus olhos

como se apagasse a vida

para toda a eternidade,

em uma triste despedida.


ORIGEM E PRINCIPAL FATOR DA VIDA

A mente é a origem,

principal fator da vida.

Ela define o destino

do homem em sua lida.


FÉ CONSCIENTE

Fé consciente, a verdadeira,

e com vigor repudia,

relaxamento moral,

vassalagem e idolatria.

segunda-feira, 8 de dezembro de 2008

POEMAS E TROVAS PUBLICADOS NO USINA DE LETRAS

Relação de Textos Publicados
no
USINA DE LETRAS. Clique em cada título, para ler.

MARCO AURÉLIO BICALHO DE ABREU CHAGAS
Poesias - (189)

AO ESPÍRITO DA NACIONALIDADE
PROBLEMAS
PRÁTICA DA DEMOCRACIA
FORMAÇÃO DE FORÇA CÍVICA
REAJUSTE DOS ORGANISMOS
IDEAL PATRIÓTICO
MAIS DINAMISMO DOS TRÊS PODERES
POUCOS SÃO FILHOS
POLÍTICA QUE FICA
A ÚNICA POLÍTICA
NATUREZA
O CONHECIMENTO
INSPIRAR CONFIANÇA
FAZER-SE MERECEDOR
FAZER O BEM CONSCIENTEMENTE
ENSINAR
O SEGREDO CONSISTE EM
FAZER O BEM AO SEMELHANTE
OCULTAR A VERDADE
FRUSTRAR O RESULTADO
EMOÇÕES TRADUZIDAS EM PALAVRAS
PERSONAGEM PRINCIPAL
A UM FIM SUPERIOR
A FORTUNA
A FIDELIDADE
ABSOLUTA VERDADE
FORÇA DE UM SENTIMENTO
A VIDA, O PRINCIPAL TRABALHO

ALGUMAS TROVAS E POEMAS

A VIDA, O PRINCIPAL TRABALHO

O principal dos trabalhos
que se deve empreender
é o que está à disposição,
que é o de poder viver.


FORÇA DE UM SENTIMENTO

A força de um sentimento
vale, às vezes, muito mais
que mil pensamentos juntos,
em esforços colossais.


ABSOLUTA VERDADE

São coisas inseparáveis,
Criação e Criador.
São uma mesma verdade,
em todo seu esplendor.


A FIDELIDADE

É uma força indissolúvel,
quando consubstanciado
conosco, o seu objeto,
em harmonia, integrado.


A FORTUNA

Continuará misérrima
a vida, quando não é
com a nossa inteligência,
enriquecida com fé.


A UM FIM SUPERIOR

A um fim superior
essa é a direção,
que o homem deve tomar
pra sua superação.


PERSONAGEM PRINCIPAL

Personagem principal,
da vida devemos ser,
no cenário universal,
lutando para vencer.


EMOÇÕES TRADUZIDAS EM PALAVRAS

Há imensas emoções,
que ao serem traduzidas
perdem parte do encanto,
em que eram conduzidas.


FRUSTRAR O RESULTADO

Apressar o mais da conta,
o término de uma obra
é frustrar seu resultado
que a inteligência nos cobra.


OCULTAR A VERDADE

O homem no exercício,
de uma real liberdade
de consciência, não há,
como ocultar a verdade.


FAZER O BEM AO SEMELHANTE

Fazer o bem ao semelhante,
não há prazer mais sentido,
nem mais bem ganho, talvez
resultado garantido.


O SEGREDO CONSISTE EM

Com grande antecipação
preparar dias futuros,
semeando hoje o que
colher, depois sem apuros.


ENSINAR

Enquanto o homem aprende,
pode também ensinar,
porque esta arte consiste,
a si mesmo, começar.


FAZER O BEM CONSCIENTEMENTE

Feito o bem conscientemente
e com naturalidade,
a vida logicamente
se amplia, com qualidade.


FAZER-SE MERECEDOR

De tudo quanto amanhã,
possa ser-lhe oferecido,
faz você merecedor,
ao lembrar bem recebido.


INSPIRAR CONFIANÇA

Não é possível alguém
inspirar a confiança.
se ela não existe nele.
Não há que ter esperança.


NATUREZA

A natureza é sábia,
contém a sabedoria,
melhor dizendo, o néctar.
É fonte de harmonia.


O CONHECIMENTO

O conhecimento amplia
a nossa vida, é verdade;
a ignorância impede
viver a realidade.


A ÚNICA POLÍTICA

É a única política,
verdadeira e durável,
a que se inspira nas obras.
É verdade irrefutável.


POLÍTICA QUE FICA

Política construtiva
que se plasma em obras boas
fica na alma do povo
e merece nossas loas.


POUCOS SÃO FILHOS

Política hoje em dia,
monopólio entediado,
em que poucos são filhos,
os demais são enteados.


MAIS DINAMISMO DOS TRÊS PODERES

Florescimento político
exige a sociedade,
dos três poderes do Estado,
verdadeira atividade.


IDEAL PATRIÓTICO

Têm que se organizar
sobre bases de um ideal
patriótico, os partidos,
em coesão nacional.


REAJUSTE DOS ORGANISMOS

O cidadão consciente
reclama um reajuste
dos organismos políticos
que representam e regulam
nossa vida social.
E chega de tanto embuste!


FORMAÇÃO DE FORÇA CÍVICA

Força cívica constituída
por todos os contribuintes,
em sua grande maioria,
representam sem acintes,

o interesse social,
na solução dos problemas,
que afetam todo o país,
pondo fim a esses dilemas.

PRÁTICA DA DEMOCRACIA

Com serenidade e espírito
de real cidadania,
há de se encarar o problema
da ideal democracia.


PROBLEMAS

Em todo curso dos dias
se enfrenta grandes problemas
e a maioria deles
são conflitos e dilemas,

que afligem as pessoas
e sem poder evitá-los
muito menos resolvê-los
é prudente encará-los.


AO ESPÍRITO DA NACIONALIDADE

Pouco grato há de ser
o mais brando e leve intento
de usurpar a soberania;
não é nobre sentimento.

domingo, 7 de dezembro de 2008

ESTATUTO DO IDOSO


ESTATUTO DO IDOSO - Lei nº 10.741/2003

Marco Aurélio Bicalho Abreu Chagas

Assegura os direitos
do cidadão aos sessenta
anos ou mais, em seus pleitos.
Este Estatuto sustenta.


PRESERVAR A SAÚDE

Preservar sua saúde,
a física e a mental
e seu aperfeiçoamento,
do moral ao social.


DIREITO À VIDA E À DIGNIDADE


É obrigação da família,
com toda prioridade,
direitos efetivar
à vida e à dignidade.


DIREITO AO TRABALHO E À LIBERDADE

Ao trabalho e à liberdade,
ao respeito e à convivência
familiar e conjunta,
cultivando a paciência.

ATENDIMENTO PRIORITÁRIO

Junto a todo órgão público
e aos privados também,
atendimento imediato,
isto é o que convém.


SERVIÇOS DE SAÚDE E ASSISTÊNCIA SOCIAL


Ao idoso se garante
os serviços de saúde
e assistência social.
É uma nobre atitude.

NÃO SER DISCRIMINADO


Não pode ser objeto
de uma discriminação,
violência, crueldade
e ser alvo de opressão.

O DIREITO DE ENVELHECER

Envelhecer é direito.
É do Estado obrigação
garantir direito à vida
e à saúde ao cidadão.


DIRETOS À LIBERDADE E AO RESPEITO

À liberdade, ao respeito
e ainda à dignidade
são direitos protegidos
nessa etapa de idade.


PRESTAÇÃO DE ALIMENTOS


Ao idoso são prestados
os alimentos, também,
e lhe é dado optar
entre os que lhe convém.


ACESSO AO SUS
À saúde, pelo SUS
ao idoso é assegurado
o acesso universal
até ser recuperado.


EDUCAÇÃO, CULTURA, ESPORTE E LAZER

Tem direito à educação,
cultura, esporte e lazer,
com apoio do Poder Público,
em todo esse afazer.


GARANTIA AO TRABALHO

Criará o Poder Público
as condições adequadas
pra garantir o trabalho
aos de idade avançada.


DIREITO À MORADIA

No seio de sua família
ao idoso é assegurado,
o direito à moradia,
em ambiente adequado.


TRANSPORTE GRATUITO

Maior de sessenta e cinco
tem o transporte gratuito,
em coletivos urbanos,
semi-urbanos e circuito.


PROTEÇÃO AOS DIREITOS


São previstas nessa lei,
medidas de proteção,
aos direitos violados
ou ameaça ao ancião.


PRIORIDADE NO JUDICIÁRIO

Ao maior de sessenta anos,
em razão de sua idade,
no Poder Judiciário,
tem total prioridade.

sábado, 6 de dezembro de 2008

ORIGEM DO CARNAVAL


ORIGEM DO CARNAVAL
(Inspirado no conto homônimo de Pecotche).

Marco Aurélio Bicalho de Abreu Chagas


De cerimônias antigas,
provém da imitação,
outros dizem, pode ser
caracterização,

dos atores nos teatros.
Diz a lenda, entretanto,
que famoso rei do Egito
interessado, no entanto,

quis conhecer os seus súditos,
seu pensar e seu sentir.
Decretou uma semana
pra folgar e divertir.

Impôs uma condição:
- devem se fantasiar
daquilo que mais anseiam,
realizando o seu sonhar.

Presenciaria o rei,
com sua corte o ato final,
o desfile de seu povo,
numa festa colossal.

Através das fantasias,
o rei pôde conhecer
as aspirações mais íntimas
que seu povo lhe fez ver.

E para sua surpresa
a maioria escolheu
dentre os trajes, o de diabo;
foi assim que aconteceu.

O rei vendo esses diabos
armados com seus tridentes,
os intimou a dançarem
sobre brasas muito quentes.

Tal convite produziu
uma grande debandada,
capas vermelhas sumiram,
não sobrou nada de nada.

Fatos espetaculares
exercem forte atração
e não permitem pensar
na verdadeira razão,

Pois pra cada posição
que aspire conquistar
deve existir uma razão
que é sensato aquilatar.

E essa razão é saber
ser aquilo que se quer
ser e, verdadeiramente,
consciente do querer.

Mais vale ser consciente,
deixar de ser instrumento
da própria imaginação,
afastando-a num momento.